Amor livre é pleonasmo por Amanda Fiore!

Amar é inspirar, SER e somar. É ser livre para se expressar e ser quem e como quiser. É conhecer-se e manifestar TODAS as suas versões que a tornam individual. Sem medo e nem receios. Como estamos em clima de Dia dos Namorados, separamos um poema escrito por uma de nossas clientes, Amanda Fiore (@amandafiore), sobre o amor para inspirar cada um de nós a enxergar diferentes possibilidades e formas de amar.

Amor é acontecimento sem precedente.


Quando vê, ele se instaurou ali, sem aviso prévio, sem pedir licença.


Acontece nos momentos mais inesperados, nos lugares mais improváveis, nas mais variadas formas.


Pode ser um mais um; dois que resolveram multiplicar; um que resolveu dividir com mais alguns. Ele não tem fórmula matemática e só tem uma regra: nunca subtrai.


Dá tudo de si sem pedir nada em troca, mesmo quando já não tem mais muito pra oferecer.


Mesmo sem energia, sem forças, ele encontra uma maneira de doar, e é na doação que ele cresce.


É no compartir que se agiganta.


Ele é azul, rosa, amarelo, preto, laranja ou roxo. É todas as cores, tem todos formatos.

Não tem passaporte, não tem idade, gênero ou classe social. Ele é algo além de si. É o outro.


Amor não é complemento, é encontro, é encaixe, é soma.


E assim como num quebra cabeças, é nas diferenças que acontece a ligação.


Amor não aprisiona e nada exige. Amor liberta.


Ele deixa livre pra escolher compartilhar, para escolher sentir.


Ser livre pra amar é a única possibilidade de ser.


E a única possibilidade de ser em sua maior potência é amando.



- Amor livre é pleonasmo.


Fique por dentro de todos os posts

Obrigado por assinar!

Siga-nos no Instagram

  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram