Como saber se seus produtos são veganos?

Toda vez em que vamos escolher cosméticos para comprar, vemos diversas opções de produtos de pele de cabelo rotulados como BIO, 100% naturais ou orgânicos. Mas, vocês já pararam para pensar que isso não necessariamente significa que são produtos veganos? Como essa dúvida é sempre comum, separamos algumas formas de você descobrir se o produto escolhido é vegano.

Os produtos devem ser livres de testes em animais! Marcas veganas de cuidados com a pele e cabelos confirmaram a seus clientes que não testam ingredientes em animais, não testam o produto final em animais e não vendem o produto em nenhum país que exija testes.

Vegan Action e o logotipo da Vegan Society! Os produtos veganos certificados apresentam dois logotipos da Vegan Action e da The Vegan Society em suas embalagens para indicar que não contêm ingredientes de origem animal. Familiarizar-se com ingredientes de origem animal e verificar a embalagem dos produtos é outra maneira de encontrar produtos veganos. A Lista de Ingredientes animais da PETA é apenas uma das fontes dessas informações.

Os produtos livres de crueldade não são obrigatoriamente veganos! Produtos livres de crueldade significam que não foram testados em animais, podendo ainda conter ingredientes ou subprodutos de origem animal que teriam exigido a morte de um animal. Isso, é claro, sempre entra na seguinte questão: esses produtos são realmente livres de crueldade?

Algumas marcas não são 100% veganas em todos os produtos! Usar shampoos veganos também significa que você sabe que eles são biodegradáveis ​​e ecológicos. Seu material reciclado está satisfazendo os clientes mais ecologicamente corretos. Alguns produtos são BIO ou orgânicos, mas contêm ingredientes como cera de abelha e mel, ou seja, não são 100% veganos.

ESSES INGREDIENTES NÃO SÃO VEGANOS!

Aqui estão alguns subprodutos de origem animal comumente encontrados em produtos para o cabelo:

  • Biotina animal: Texturizante enriquecido com vitamina B que vem do leite ou fermento. Em vez disso, procure a vitamina B derivada de cenouras, frutas vermelhas e membros da família da alface.

  • Álcool cetílico: Uma substância cerosa da cavidade da cabeça de baleias e golfinhos. Ele pode ser substituído por álcool cetílico derivado de plantas.

  • Gelatina animal: Derivada de carcaças de animais cozidos, pode ser substituída por certos musgos ou algas e algas marinhas.

  • Ácido hialurônico: Feito de cordões umbilicais e líquido sinovial. Além disso, a soja e os vegetais são fontes naturais dela, portanto, uma dieta saudável pode, na verdade, atenuar toda a necessidade desses produtos!

  • Queratina animal: Colhida da pele, cascos, chifres, cabelos e penas dos animais. Muitas ervas e óleos naturais fornecem os mesmos benefícios restauradores.

  • Ácido esteárico: Ele vem da gordura animal e pode ser substituído por manteiga de cacau e karité.

Agora que você já sabe um pouco mais como identificar se os produtos escolhidos são veganos ou não, é possível comprar com mais consciência ambiental. É importante lembrar que os nossos produtos do Meu Q são veganos, sem ftalatos, sem parabenos, sem sal, sem teste em animais e sem sulfato, caso você deseje. Para ter mais dicas e informações sobre os nossos ingredientes, acesse o nosso site.

Fique por dentro de todos os posts

Obrigado por assinar!

Siga-nos no Instagram

  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram